11 de out de 2017

Canjiquinha com costela de porco



Canjiquinha com costela de porco 1

                Canjiquinha, para quem não sabe, é xerém de milho ou milho picadinho.
                Nós gostamos muito de sopa de canjiquinha e de canjiquinha preparada desta maneira que apresento aqui.
                Fiz, em uma ocasião, com costelinha de porco fresca e, depois que comecei a salgar carnes em casa, fiz com costelinha salgada.
                De quebra, terminei de preparar a costelinha salgada no forno. Ficou perfeita para acompanhar a canjiquinha.


Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


4 de out de 2017

Bananada na casquinha


Bananada na casquinha 1

               Gosto muito  contraste do crocante da casquinha de biscoito com um recheio macio de um doce cremoso.
               E se este doce for finalizado com miçangas coloridas de açúcar, a festa está completa.
               Uma boa pedida para o dia das crianças.


Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


28 de set de 2017

Queijadinha da Gisa



Queijadinha da Gisa 1

                Toda vez que faço ovos moles de canequinha, doce de gemas ou baba de moça eu penso que estes doces dariam uma bela base para uma queijadinha.
                Me lembro das queijadinhas da minha infância e adolescência, que eram bem amarelinhas e úmidas e não consegui achar até hoje uma receita que se aproximasse delas.
                Hoje eu resolvi experimentar a base de baba de moça e postar o resultado.
                Ficaram maravilhosas!
                Exatamente o que eu desejava.


Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


20 de set de 2017

Carne de sol com macaxeira



Carne de sol com macaxeira 1


                A primeira vez que salguei uma peça de carne (leia aqui) em casa usei coxão mole/chã de dentro, que é uma carne muito macia, própria para bifes.
                A minha intenção era fazer a carne seca, que é mais seca e firme do que a carne de sol, mas a espessura da peça que comprei, acabou me inspirando a tirar um pouco antes do sal.
                Esta é a diferença básica da carne de sol para a carne seca. A de sol leva menos sal e fica menos tempo mergulhada em sal. Por isso fica mais macia e suculenta.
                Ideal para preparar este prato. que é uma refeição completa.


Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


6 de set de 2017

Torta de limão levemente aerada



Torta de limão aerada 1

                Há uma rede de restaurante muito famosa que mantém 6 formatos diferentes de serviços, desde restaurantes até cafés e serviço de refeições rápidas em praças de alimentação em shopings.
                Tudo é feito com muito carinho e o resultado são  pratos deliciosos e primorosamente montados.
                As tortas, sorvetes e sanduiches feitos em croissants gigantes de massa folhada são uma verdadeira tentação.
                Entre todas as opções, a torta de limão é a mais pedida por minha família.
                E se você encontrar um quiosque em algum ponto do seu caminho, não deixe de tomar uma xícara de café expresso com creme chantilly ligeiramente ácido. É imperdível.
                E para minha grata surpresa, o site da empresa disponibiliza algumas de suas receitas mais conhecidas.
                Na verdade, resolvi fazê-la a pedido de minha mãe, a alguns anos, que sempre pedia esta torta quando ia ao shoping com sua filha caçula, a Miriam. Mais uma receita com gostinho de saudades.
                Para ver a receita original clique aqui.


Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


30 de ago de 2017

Costela de porco com molho barbecue



Costela de porco com molho barbecue 1

                Costela de porco com molho barbecue certamente é um prato que dispensa apresentação.
                Carne macia e úmida, bem temperada e com um delicioso molho agridoce, faz a alegria de muitos em reuniões mais informais, incentivando o convívio e dispensando qualquer pressa em ir embora.
                É algo para ser saboreado com a mesma intensidade com que é preparado.
                E para ficar ainda mais especial, prepare seu próprio dry rub e molho barbecue.
                Dry rub é um mix de temperos e ervas secas, que serve não só para temperar, mas também para selar a carne, formando uma crosta que retém o sumo. Assim como o molho barbecue, é um tempero tradicional dos churrasqueiros americanos.
                Como todo mix de temperos cada um acaba tendo a sua receita.
                Usei os temperos mais básicos e eliminei alguns que não são muito tolerados pela minha família. Saúde é primordial.
                 Então faça a receita na íntegra ou use-a como uma inspiração para criar seu próprio dry rub e seu próprio molho babrbecue.
                 Chame os amigos e família e bom apetite!


Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros